Como gosto de fazer o planejamento estratégico da minha empresa

19.12.2016 Impulsione

Chegou o fim de mais um ano para a sua empresa. Agora é a hora de fazer o balanço dos resultados alcançados e projetar os caminhos para o ano seguinte. Mas e aí? Você sabe como fazer isso?

Esse é um dos trabalhos mais delicados da empresa e fundamentais para se ter um bom desempenho nos negócios.

Logo quando comecei a minha empresa há 4 anos atrás eu tinha muita dificuldade em realizar o planejamento estratégico. Temos que concordar que esse é um dos trabalhos mais delicados da empresa e fundamentais para se ter um bom desempenho nos negócios.

Para conseguir desenvolver um bom planejamento estratégico considero necessário 3 premissas básicas: organização – para conseguir ter as informações claras e bem definidas, dedicação – já que você precisará dar o seu melhor para compartilhar informações e conteúdos relevantes à estratégia, e paciência – porque serão dias de muito trabalho com pessoas dando opiniões diferentes, o que pode ficar cansativo.

Tendo isso em mente, você precisa ter um processo de planejamento definido para não ficar perdido e conseguir terminar com um resultado palpável e com ações claras. Não existe um formato único para se planejar – cada empresa pode fazer do seu jeito. Por isso, decidi compartilhar com vocês como gosto de fazer o planejamento estratégico da minha empresa e espero que sirva de inspiração para os negócios de vocês.

1. Análise dos Resultados

A primeira coisa que gosto de fazer ao iniciar o planejamento estratégico é acompanhar os resultados do ano que passou. Faço um relatório financeiro simples com o desempenho das receitas e despesas, ticket médio, ranking dos serviços e balanço anual; e um relatório de marketing mostrando o perfil dos clientes, resultados da pesquisa de satisfação, eventos realizados, desempenho da marca nas redes sociais e das newsletters enviadas. Além disso, faço uma análise dos objetivos traçado para o ano e o que conseguimos cumprir.

PS: Essa primeira etapa não acontece se você ainda vai começar o seu negócio.

2. Filosofia da empresa

Ter uma filosofia bem definida é fundamental para saber o que sua empresa deseja fazer. Se você não sabe quem é, como vai saber o que vai querer? É pra isso que temos a missão, visão e valores da empresa.

Essa filosofia irá nortear a sua empresa, de forma que toda decisão a ser tomada, objetivo criado e parcerias firmadas deverão estar alinhadas com essa filosofia.

A missão serve para você definir quem é a sua empresa, no que ela acredita e defende. A visão mostra o que sua empresa espera alcançar a longo prazo (cerca de 5, 10 ou 20 anos por exemplo). E os valores são os pontos que sua empresa acredita e defende.

Essa filosofia irá nortear a sua empresa, de forma que toda decisão a ser tomada, objetivo criado e parcerias firmadas deverão estar alinhadas com essa filosofia. Se você já tem a empresa funcionando há um tempo, basta fazer uma revisão para ver se os pontos continuam os mesmos ou se mudaram com o tempo.

Lembre-se sempre disso e confira abaixo como exemplo a filosofia do Tot para se inspirar.

Missão

Desenvolver uma sociedade colaborativa e empreendedora.

Visão

Tornar-se referência em economia colaborativa na Paraíba.

Valores

Colaboração – Desenvolver um ambiente que permita a colaboração entre os profissionais.

Empreendedorismo – Fomentar o espírito empreendedor.

Flexibilidade – Atender as necessidades de cada cliente respeitando sua individualidade.

Inovação – Oferecer um ambiente inovador que proporcione o desenvolvimento da criatividade.

3. Análise Ambiental

Nessa terceira etapa, você irá fazer uma análise de como a sua empresa está perante o mercado. Gosto de fazer uma breve análise da concorrência, apresentando os pontos fortes e fracos de cada um. E logo em seguida, faço uma Análise SWOT, que dá um pouco de trabalho, mas serve para definir bem os objetivos mais importantes para a empresa.

A Análise SWOT consiste na definição dos seus pontos fortes e fracos, e análise das oportunidades e ameaças existentes do mercado. Ao cruzar essas 4 informações você conseguirá identificar o que deve ser eliminado, monitorado, melhorado e capitalizado.

No próximo post vamos falar sobre definição de objetivos, indicadores, metas e como desenvolver um plano de ação. E se tiver alguma dúvida, coloca aí nos comentários que a gente tenta ajudar. 🙂

Jorge Wanderley