Está na hora de você inovar os negócios

17.10.2016 Impulsione

Quem tem o seu próprio negócio há um tempo sabe que passamos por várias fases diferentes. São momentos que nos fazem refletir e repensar nosso trabalho enquanto empreendedores, gerando a vontade de querer inovar os negócios.

Primeiro temos a fase de completa paixão pelo projeto, onde você tira força e energia – sabe-se Deus de onde – para conseguir fazer acontecer as coisas. Depois passamos para a fase das coisas irem engatinhando e mostrando os primeiros resultados, que podem ser estimulantes ou nem tanto. E por fim, quando as coisas estão estabilizadas, vem aquela sensação de que as coisas estão legais mas poderiam ser melhores, e aí você quer dar uma mexida em tudo pra dar um “up” na empresa.

Essa última fase é como se tivéssemos a necessidade de recomeçar o ciclo empreendedor e passar por novos desafios. Mas ao invés de fazer isso com um negócio novo, queremos transformar o que já temos.

Recentemente, percebi que estou entrando nessa terceira fase, sentindo essa inquietude de querer fazer algo novo e diferente. Ao mesmo tempo vem aquela sensação de medo, igual quando começamos o negócio. E isso é bom, muito bom. Digo isso porque se perdemos esse medo de fazer algo diferente, significa que estamos acomodados, e quando isso acontece estamos à um passo de vermos nosso negócio ir decaindo com o tempo.

Ao me ver nessa situação de querer passar para um novo nível, me vi obrigado a repensar a minha empresa e defini 2 ações iniciais para conseguir impulsionar mais os negócios:

Rever a proposta de valor

Saber o que você está entregando para o seu cliente é imprescindível para conseguir inovar. Se com todo esse tempo de mercado você ainda não sabe a sua proposta de valor, precisa, realmente, dar uma atenção redobrada a isso. O que você acha que entrega ao mercado, pode não ser a mesma visão que o mercado tem – seja clientes, fornecedores ou concorrentes. Revise seu canvas, ou se possível construa um completamente novo e compare com o canvas desenvolvido no início do seu negócio. Você pode encontrar gaps no processo e descobrir uma forma de inovar.

Entender melhor o cliente

Nesse nível da empresa você acha que está dominando o processo do seu negócio, e que conhece perfeitamente o seu cliente. Mas será mesmo? Afinal em 3 anos muita coisa pode mudar, e aquela pessoa que era considerada seu público-alvo, pode ter mudado sem você perceber. Para isso, você pode utilizar a base de clientes que já passaram pela sua empresa para encontrar um padrão no perfil deles. Tendo esses dados, é possível criar personas – clientes hipotéticos – que tem grande chance de se interessar pelo seu produto ou serviço, e criar novas soluções específicas para elas.

Existem várias outras formas para conseguir analisar o seu negócio e dar uma repaginada nele. Mas de início, essas duas já vão dar uma grande ajuda no processo de inovação da sua empresa. Não fique acomodado com os negócios só porque as coisas estão indo bem. Nunca tenha esse pensamento. Esteja sempre inquieto com as coisas e com vontade de fazer algo novo. É isso que faz o empreendedor ser quem ele é.

workshop-vamos-empreender-transformando-ideias-em-negocios-8h_2

Jorge Wanderley