Por que você deveria dar mais atenção aos custos da empresa?

10.10.2016 Idealize

Muitos empreendedores de primeira viagem cometem o grave erro de não darem a devida atenção às finanças.

Quando se está na fase da ideação do negócio, entender como funcionará essa parte da empresa é fundamental para poder se prevenir de imprevistos. Desde os custos, às despesas e tributações, o empreendedor precisa estar antenado em cada uma dessas variáveis financeiras.

Uma das maiores dificuldades que as pessoas possuem é diferenciar os tipos de custos do negócio. Custos nada mais são que gastos da empresa para poder prestar um serviço ou produzir algum produto, e não devem ser confundidos com investimentos ou despesas.

Tipos de Custos

Tendo isso em mente, os custos podem ser classificados de várias formas diferentes. Por exemplo, com relação ao volume de produção, podem ser classificados entre fixos ou variáveis; já com relação ao processo de produção, podem ser divididos entre direto ou indireto.

Confira abaixo o que são cada um desses 4 tipos:

Custo Fixo: são os custos que não sofrem nenhum tipo de alteração em detrimento do aumento ou redução do processo produtivo.

Exemplo: assinatura do software para edição de imagens de um fotógrafo.

Custo Variável: diferentemente dos custos fixos, eles são alterados com base na quantidade produzida para venda ou do esforço para a prestação do serviço.

Exemplo: pacote de horas no espaço de coworking que pode ser alterado de acordo com a sua demanda de trabalho.

Custo Direto: é todo custo que está diretamente ligado à realização do serviço ou fabricação do produto.

Exemplo: salário dos funcionários.

Custo Indireto: como o próprio nome já sugere, ele está relacionado de forma indireta ao processo produtivo.

Exemplo: contratação de uma diarista para limpeza do escritório.

Tente organizar os custos do seu negócio dessa forma para conseguir otimizar melhor suas contas e tomar decisões mais estratégicas.

Jorge Wanderley