Tudo pode mudar na sua empresa em 2017 (e isso não é ruim)

22.12.2016 Desenvolva

Enquanto escrevo esse texto, estou prestes a colocar no papel um projeto que me chegou de repente e pode mudar quase que radicalmente os meus planos para 2017. Faltam poucos dias para o novo ano chegar e a essa altura eu deveria estar fazendo os planos sobre como fazer minha empresa crescer mais nos próximos 12 meses. No fim das contas, é isso que vai acontecer – só não da forma que eu esperava.

No geral, esse momento de planejamento consiste em avaliar os pontos fortes percebidos no ano que termina e como podemos potencializa-los, inovando no ano que vem. Jorge falou sobre isso no último post e você deve acompanhar os próximos da série. O que a gente não conta muito nesses momentos de planejamento estratégico é com os acidentes de percurso.

Talvez aquele sonho antigo que você tinha para sua empresa chegue antes do esperado.

Talvez os planos que você tinha para o começo do ano seguinte não fiquem nem para o segundo semestre.

Quem sabe, talvez, alguém que te conhece faça uma proposta que você não esperava, mas é exatamente aquilo que você precisa.

Talvez o cliente mais legal do ano – que paga em dia, que te dá liberdade criativa, que negocia bem – simplesmente mude radicalmente e você perceba que não dá mais dessa forma.

Você certamente tem o seu “talvez” batendo à porta nos últimos dias de 2016 e para todos eles, essencialmente, vale a pena dizer:

Ter medo de mudar faz parte do processo, mas sempre escolha alimentar a coragem, não o medo. Permanecer na zona de conforto é onde está o verdadeiro erro.

 

 

Ricardo Oliveira